pt

Sobre a Robert Walters Portugal

Para nós, o recrutamento é mais do que apenas um trabalho. Entendemos que por trás de cada oportunidade está a chance de fazer a diferença na vida das pessoas.

Saiba mais

Trabalhe connosco

As pessoas são o coração do nosso negócio. Ouça histórias da nossa equipa para saber mais acerca de uma carreira na Robert Walters Portugal.

Saiba mais

Contacte-nos

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos em Portugal há cerca de 7 anos sempre prontos para oferecer-lhe as melhores soluções de recrutamento.

Fale connosco
Ofertas de emprego

Os nossos especialistas do setor ouvirão as suas aspirações e partilharão a sua história com as organizações de maior prestígio em Portugal. Juntos, vamos escrever o próximo capítulo da sua carreira.

Ver todas as ofertas de emprego
Candidatos

Juntos, mapearemos caminhos que definem a sua carreira e mudam a sua vida para alcançar as suas ambições profissionais. Navegue pela nossa gama de serviços, conselhos e recursos.

Saiba mais
Serviços

Os principais empregadores de Portugal confiam em nós para fornecer soluções de contratação rápidas e eficientes, adaptadas às suas necessidades exatas. Navegue pela nossa gama de serviços e recursos personalizados.

Saiba mais
Sobre a Robert Walters Portugal

Para nós, o recrutamento é mais do que apenas um trabalho. Entendemos que por trás de cada oportunidade está a chance de fazer a diferença na vida das pessoas.

Saiba mais

Trabalhe connosco

As pessoas são o coração do nosso negócio. Ouça histórias da nossa equipa para saber mais acerca de uma carreira na Robert Walters Portugal.

Saiba mais
Contacte-nos

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos em Portugal há cerca de 7 anos sempre prontos para oferecer-lhe as melhores soluções de recrutamento.

Fale connosco

8 estratégias para manter a saúde mental e bem-estar em teletrabalho após as férias

A Robert Walters criou um guia digital para apoiar a saúde mental dos profissionais nas empresas, onde se destacam 8 dicas práticas para proteger a sua saúde mental e bem-estar durante o trabalho remoto.

1. Crie um espaço específico para trabalhar em casa que seja ainda melhor que o escritório

Sente falta da estrutura que o escritório fornece? Criar um espaço de trabalho organizado, seja num quarto específico ou na mesa da sala de jantar, ajudará a manter uma mentalidade produtiva e motivada. Tente decorar, mobiliar, organizar e iluminar esse espaço de forma a que ele supere progressivamente e definitivamente o do seu escritório oficial.

“Embora seja tentador trabalhar no conforto do sofá, é preferível ter um espaço de trabalho designado como se estivesse no escritório, pois tal implica menos distrações e uma melhor separação da vida pessoal e profissional. É importante que pare de trabalhar no final do dia sem se sentir obrigado a ficar online após o seu horário. Tente associar o trabalho apenas à "zona de trabalho" designada em sua casa, pois assim não haverá tanto impacto negativo na sua saúde mental”, comenta François-Pierre Puech, country director da Robert Walters Portugal. 

2. Siga uma rotina estruturada com limites horários para evitar o burn out

Para ajudar a manter uma sensação de "normalidade" durante este período, tente manter a sua rotina habitual de trabalho o máximo possível. Desde a hora de acordar, vestir-se para o trabalho, tomar um café ou fazer exercício, é importante manter os seus rituais de trabalho diariamente de forma a estruturar o seu dia de forma mais eficaz e a não prejudicar a sua saúde mental.

O trabalho remoto deve permitir maior flexibilidade de horários, podendo, porém, potenciar esgotamentos se não dermos tempo ao cérebro para descansar à medida que os dias passam. Pode ser tentador trabalhar mais em casa para melhorar a progressão e mostrar ao seu chefe que está a ser produtivo, no entanto, tal pode ser prejudicial à sua saúde e bem-estar ao fim de algum tempo. Assim, siga um horário de trabalho com limites saudáveis e razoáveis. Em média, as pessoas estão a trabalhar mais 28 horas por mês em teletrabalho, segundo uma pesquisa da Mental Health Foundation em parceria com o LinkedIn, pelo que o risco de burn out generalizado aumentou significativamente com o teletrabalho. 

É importante que pare de trabalhar no final do dia sem se sentir obrigado a ficar online após o seu horário

Gerir o seu bem-estar mental é tão importante durante e após o horário de trabalho. Portanto, depois de desligar, desconecte-se totalmente, sem receber notificações de e-mails, e use esse tempo para conversar com amigos e familiares, realizar alguma atividade física ou qualquer outra coisa relaxante de que goste.

3. Distanciamento social não é isolamento social – não deixe de comunicar com os outros

“O COVID-19 fez com que se tornasse essencial encontrar novas maneiras de trabalhar e interagir, além de proteger a nossa saúde mental e bem-estar. Muitos estão a trabalhar remotamente por períodos de tempo prolongados pela primeira vez, isolados dos colegas de trabalho, amigos e familiares. As nossas rotinas diárias foram alteradas, causando maior stress e tensão física, mental e financeira, no caso daqueles que passaram a esquemas de layoff ou perderam os seus empregos. É completamente natural que estas perturbações e incertezas causem ansiedade e prejudiquem a saúde mental. É importante assinalar que distanciamento social não deve significar isolamento social, pelo que recomendamos que encontre maneira de manter uma comunicação frequente com as pessoas do seu trabalho, mas também com a sua família e amigos, e que saia de casa o máximo possível para não estar a semana toda fechado a trabalhar”, comenta Ana Viñas, HR Director da Robert Walters Iberia.

Para algumas pessoas que prosperam com a interação social do escritório, trabalhar em casa pode ter desvantagens inesperadas. É fácil sentir-se sozinho ou isolado quando fica privado das conversas cara a cara com a sua equipa e colegas, mas existem ferramentas de comunicação que pode aproveitar para manter essas conexões, desde chats de grupo, videoconferências e redes sociais para equipas virtuais. Embora a maioria das conversas seja sobre trabalho, use esse tempo para conversar com os seus colegas que provavelmente estão a passar pelas mesmas dificuldades e preocupações durante este período.

“Por outro lado, se trabalha bem em silêncio e tem de dividir o espaço de trabalho com filhos, parceiro ou colegas de apartamento, pode ser difícil gerir tudo. Fale com a sua equipa ou manager e explique a situação. A existência de flexibilidade em teletrabalho é recomendada”, conclui Ana.

5. Mens sana in corpore sano

A saúde mental e física estão intimamente ligadas, por isso é importante dar a mesma atenção a ambas. Pode ser fácil ficar debruçado sobre o seu portátil todo o dia, mas levante-se em intervalos regulares e movimente-se, seja para dar uma volta pela casa, alongar, beber água, o que for melhor no seu caso para aliviar o stress e libertar endorfinas. Há muitos canais online e aplicações que oferecem sessões rápidas de alongamentos que pode fazer ao longo do dia. Não podendo ir ao ginásio, experimente sessões de fitness online que pode fazer em casa antes ou depois do trabalho – várias cadeias de ginásios e outros centros de bem estar estão a disponibilizar aulas gratuitas nos seus canais do Youtube, por exemplo, por isso não deixe de ver o que existe e que melhor se adequa ao seu estilo e bem estar.

Para além da importância de se movimentar e realizar exercício durante o dia para a sua saúde física e mental em teletrabalho, o sono desempenha também um papel primordial. A privação de sono pode causar mau humor, exaustão, falta de produtividade, mas também pode ter sérias consequências para a saúde a longo prazo, incluindo doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e depressão. Assim, enquanto estiver em teletrabalho, assegure que dorme o suficiente e que a hora de ir para a cama é um elemento importante da sua rotina diária.

6. Faça intervalos frequentes durante o dia

Como em qualquer ambiente de trabalho, fazer pausas é extremamente importante para relaxar o cérebro e o corpo. Faça uma caminhada de 15 minutos a meio da manhã, prepare um snack ou converse com um amigo ao telefone – independentemente da sua preferência, não deixe de ir fazendo pausas dos diferentes ecrãs com que trabalha, das reuniões e dos emails. Está provado que os intervalos melhoram significativamente os níveis de produtividade e a capacidade de foco de uma pessoa, para além de serem benéficos para a sanidade mental, pelo que fazer pausas frequentes nem que seja para se espreguiçar, levantar ou tomar um café é um hábito essencial. Principalmente na hora de almoço deve fazer um intervalo maior (pelo menos 1 hora) para descansar e ficar pronto para o trabalho durante a tarde.

Como em qualquer ambiente de trabalho, fazer pausas é extremamente importante para relaxar o cérebro e o corpo

7. Aproveite as ferramentas de apoio existentes

Muitas empresas oferecem programas de apoio a funcionários e uma gama de benefícios mais amplos para apoiar o bem-estar físico e mental, principalmente desde o início da pandemia. As necessidades de saúde mental das pessoas podem diferir bastante; portanto, é preciso estar ciente do que é oferecido e aproveitar as ferramentas de suporte quando precisar. 

Pode também ser proactivo e procurar outras ferramentas de bem estar. Para além de aulas virtuais de atividade física, experimente sessões de mindfulness, relaxamento ou meditação através de aplicações como o Headspace ou Calm. Este tipo de práticas ajudam a potenciar a saúde mental.

8. Não tenha medo de pedir ajuda

Se estiver a sentir ansiedade, mau humor ou qualquer outra coisa fora do comum para si, é importante procurar ajuda antes de a situação se agravar, seja com um colega de confiança, amigo, membro da família ou organização de apoio.

François-Pierre Puech, Country Director da Robert Walters Portugal, comenta:

“Apesar dos avanços positivos feitos na última década para melhorar o acesso ao suporte e começar a falar abertamente do tema, a saúde mental no local de trabalho continua envolta em tabus. Agora mais do que nunca as empresas não podem deixar vacilar o seu compromisso com a saúde mental perante a situação de pandemia global que vivemos. Os profissionais estão a trabalhar mais 28 horas em média por mês com o teletrabalho e 18% das pessoas sentem dificuldades em desconectar quando trabalham remotamente. Além disso, as principais dificuldades sentidas pelos profissionais em teletrabalho são colaboração e comunicação (20%), solidão (20%), e distrações em casa (12%), segundo a análise The 2020 State of Remote Work, pelo que devemos colocar a saúde mental no topo das prioridades das empresas para garantir o bem estar geral, essencial à continuidade do negócio.”

Guia para a saúde mental e bem estar em teletrabalho
Este guia digital apoia os líderes de RH que implementam estratégias acessíveis de bem-estar para trabalhadores remotos, líderes empresariais que apoiam equipas remotas e indivíduos que procuram estratégias de cuidado pessoal para sustentar uma saúde mental positiva durante momentos de rápidas mudanças ou crises. Pode solicitar o guia de maneira totalmente gratuita aqui.

Partilhar artigo

Links relevantes

Registe-se para criar alertas de emprego
Pesquisa Salarial
Conselhos de carreira
Fale connosco

Saiba mais ao entrar em contacto com um dos nossos consultores especializados em recrutamento

Conteúdo relacionado

Ver todos

Seis meses: O tempo médio que um licenciado demora a encontrar emprego na situação atual

Metade dos licenciados do Estado levaram até 6 meses a encontrar emprego depois de concluir os seus estudos Dos que encontraram emprego, 53% dizem que os seus empregos atuais não estão relacionados com a sua licenciatura 72% dos licenciados sentem que não têm "muita margem" no mercado de trabalho 45

Ler mais

Perfis profissionais mais procurados por fintechs

Programadores de software e engenheiros de dados. São dois dos perfis profissionais mais procurados pelas empresas do setor das fintechs. De acordo com o nosso Global Fintech Talent Report, "embora a tendência do mercado esteja se movendo para as áreas de pagamentos, criptomoedas e empréstimos, a fo

Ler mais

8 estratégias para manter a saúde mental e bem-estar em teletrabalho após as férias

A Robert Walters criou um guia digital para apoiar a saúde mental dos profissionais nas empresas, onde se destacam 8 dicas práticas para proteger a sua saúde mental e bem-estar durante o trabalho remoto. 1. Crie um espaço específico para trabalhar em casa que seja ainda melhor que o escritório Sente

Ler mais

Sou Robert Walters, você é?

Junte-se à nossa equipa global de pensadores criativos, solucionadores de problemas e trabalhadores inovadores. Oferecemos progressão acelerada na carreira, uma cultura dinâmica e treino especializado.