pt

Serviços

Os principais empregadores de Portugal confiam em nós para fornecer soluções de contratação rápidas e eficientes, adaptadas às suas necessidades exatas. Navegue pela nossa gama de serviços e recursos personalizados.

Saiba mais

Contacte-nos

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos em Portugal há cerca de 7 anos sempre prontos para oferecer-lhe as melhores soluções de recrutamento.

Fale connosco
Ofertas de emprego

Os nossos especialistas do setor ouvirão as suas aspirações e partilharão a sua história com as organizações de maior prestígio em Portugal. Juntos, vamos escrever o próximo capítulo da sua carreira.

Ver todas as ofertas de emprego
Candidatos

Juntos, mapearemos caminhos que definem a sua carreira e mudam a sua vida para alcançar as suas ambições profissionais. Navegue pela nossa gama de serviços, conselhos e recursos.

Saiba mais
Serviços

Os principais empregadores de Portugal confiam em nós para fornecer soluções de contratação rápidas e eficientes, adaptadas às suas necessidades exatas. Navegue pela nossa gama de serviços e recursos personalizados.

Saiba mais
Sobre a Robert Walters Portugal

Para nós, o recrutamento é mais do que apenas um trabalho. Entendemos que por trás de cada oportunidade está a chance de fazer a diferença na vida das pessoas.

Saiba mais

Trabalhe connosco

As pessoas são o coração do nosso negócio. Ouça histórias da nossa equipa para saber mais acerca de uma carreira na Robert Walters Portugal.

Saiba mais
Contacte-nos

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos em Portugal há cerca de 7 anos sempre prontos para oferecer-lhe as melhores soluções de recrutamento.

Fale connosco

6 sinais que indicam que está na hora de mudar de trabalho

Trabalha há bastante tempo na mesma empresa e parece que já está em piloto automático, sem tirar nenhum proveito daquilo que faz. Nota que nos últimos meses se tem sentido menos motivado no trabalho, e que o seu posto atual já não representa nenhum desafio profissional. Sente que a empresa onde trabalha de repente lhe parece pequena, ou que avança numa direção profissional diferente daquela que desejaria para a sua carreira.

Ao princípio, a evolução foi positiva e desfrutou do crescimento profissional e pessoal que esta lhe proporcionou, mas encontra-se agora a pensar frequentemente na possibilidade de fazer uma mudança.

Evidentemente, os seus interesses e objetivos evoluem com o tempo, mas como distinguir se está realmente a precisar de mudar de emprego, ou se essa vontade é apenas uma falta de motivação temporária?

Deixamos aqui alguns sinais para ter em consideração que podem confirmar as suas suspeitas de que chegou a hora de se lançar noutro projeto profissional:

1. Sente-se cansado e stressado com frequência

Arrasta-se todas as manhãs para o escritório e falta-lhe o estímulo que sentia antes? Dorme menos ou sofre de insónias, e nota que o seu bom humor e energia pioram sempre que pensa sobre o seu trabalho?

Estes são sintomas resultantes do aumento dos níveis de stress, e o corpo lança-nos automaticamente um alerta para percebermos que algo não está bem.

O stress pode afetar o seu estado de espírito e o seu sistema imunitário, tornando-o mais suscetível a ficar doente (constipações, gripes, etc.), e piorando visivelmente a sua performance.

Assim, se sente que o seu corpo lhe está a tentar dizer alguma coisa, procure escutá-lo.  

A única forma de fazer um trabalho excelente é adorar o que faz. Se ainda não o encontrou, continue a procurar. Não se conforme.

2. Já não acredita na sua empresa como antes

Quando começou a trabalhar no seu emprego atual, tudo lhe parecia cheio de possibilidades. Sentia-se orgulhoso por fazer parte da empresa e se identificar com a sua missão e valores.

Contudo, recentemente tem reparado numa mudança no ambiente do trabalho, e a sua confiança na organização e no seu projeto já não é o que era.

Talvez a empresa onde trabalha tenha tomado decisões estratégicas ou comerciais com as quais não concorda, ou que vão contra a sua visão de mercado. Talvez a mudança nos cargos diretivos não tenha sido a melhor, tendo resultado num afastamento da trajetória profissional que delineara inicialmente. Ou talvez a sua mentalidade tenha simplesmente mudado, e agora sente que os valores da empresa já não se alinham com os seus.

A falta de valores partilhados pode ser um forte elemento desmotivador, tal como o sentimento de alienação ou a perda de confiança. Se isto lhe soa familiar, talvez esteja na altura de começar a procurar outra empresa com a qual se identifique mais.  

3. Está permanentemente a olhar para o relógio

Costumava acordar de manhã entusiasmado com tudo o que tinha para fazer durante o dia, estando disposto a aceitar desafios adicionais, e ficar a trabalhar até mais tarde voluntariamente.

Agora, por outro lado, encontra-se permanentemente a contar as horas que faltam para sair do escritório e ir para casa, e sente-se tentado a fazer o mínimo esforço possível em cada tarefa, em vez de procurar oportunidades de brilhar, aprender mais ou dar o máximo em cada uma delas.

Todos merecemos trabalhar num posto que nos mantenha entusiasmados e com vontade de ir mais além para fazer a diferença. Se esse não é o caso, seja porque o trabalho já não é desafiante, ou porque o seu chefe não puxa por si, ou tem um plano com o qual não se sente feliz, talvez esteja na hora de procurar outro emprego que desperte a sua paixão outra vez.

4. As suas competências não se enquadram com os seus interesses pessoais

Às vezes as pessoas são contratadas para trabalhar em áreas onde são realmente boas, mas não gostam necessariamente daquilo que fazem. Isto pode fazer com que algo bom se torne num pesadelo.

Talvez tenha muito jeito para ser vendedor de software, mas preferisse estar no departamento de marketing. Se calhar tem um domínio excelente de Excel, mas o que gostava mesmo de fazer era sair e encontrar-se com clientes, em vez de estar o dia inteiro em frente de um ecrã de computador. Talvez se encontre a trabalhar dentro de uma área específica do direito, quando tudo o que queria era estar noutra.

Embora nem sempre seja fácil alinhar os seus interesses pessoais com a sua atividade profissional, não é impossível. Quanto mais tempo esperar, pior, pois cada vez vai ficar mais especializado na área de onde pretende sair.

Tal como declarou Steve Jobs, “a única forma de fazer um trabalho excelente é adorar o que faz. Se ainda não o encontrou, continue a procurar. Não se conforme.”

Agora é o momento de aproveitar a oportunidade enquanto pode, e ver onde consegue chegar se tiver coragem de tentar. 

5. Sente-se invisível

As suas opiniões e contribuições não são devidamente reconhecidas? Aquela prometida promoção nunca chega por mais que se esforce, e parece que nunca lhe atribuem os projetos mais importantes, ficando outros sempre com os créditos do trabalho que você realizou? As relações dentro da sua equipa já não são cordiais ou colaborativas como dantes, e já não socializam juntos?

Para aqueles que passam uma grande parte do seu tempo a trabalhar dentro de uma equipa, é essencial que se possam sentir membros valorizados, e que a atmosfera seja amigável, produtiva e animadora.

No entanto, se já fez tudo o que estava ao seu alcance para melhorar a dinâmica de grupo, mas as coisas continuam a não funcionar bem, talvez esteja na altura de procurar outro projeto onde possa realmente marcar a diferença.

6. Sente que cresceu demasiado para o seu posto de trabalho

Pode acontecer que uma função, por mais que goste da sua empresa e da relação com os seus colegas ou responsáveis, já não seja suficiente para si. Isto pode ser difícil de aceitar, mas permanecer num posto que se encontra abaixo das suas capacidades apenas por um sentimento de lealdade ou por medo da mudança pode acabar por se converter numa experiencia negativa e desmotivadora, levando-o a travar desnecessariamente o seu crescimento profissional.

Soa-lhe familiar?

Não deixe que isso aconteça. Desenvolveu valiosas competências e experiência ao longo da sua carreira, e está mais do que preparado para novos desafios. Se a sua empresa simplesmente não possui os recursos, ou não tem como lhe oferecer o projeto adequado que lhe permita continuar a crescer, explore outras opções. Afinal, trata-se do seu futuro profissional, e este devia estar acima de qualquer empresa ou organização – deve isso a si próprio.

Quando estiver pronto para seguir em direção à seu novo desafio, certifique de sempre deixar a porta de seu antigo empregador aberta. É de extrema importância que ao se despedir, que o faça de forma profissional para manter a boa relação com seus contactos e deixar porta aberta para possíveis oportunidades no futuro.

Partilhar artigo

Links relevantes

Registe-se para criar alertas de emprego
Pesquisa Salarial
Conselhos de carreira
Fale connosco

Saiba mais ao entrar em contacto com um dos nossos consultores especializados em recrutamento

Conteúdo relacionado

Ver todos

Compreender a dinâmica da Geração Z e dos Millenials no local de trabalho

Atualmente, no ambiente de trabalho, uma das dinâmicas mais intrigantes a emergir é a relação entre a Geração Z e os Millenials. Como duas gerações com características, perspectivas e experiências distintas, as suas interações no local de trabalho moldam a cultura empresarial, os padrões de comunica

Ler mais

Construir uma carreira no domínio da cibersegurança

A procura de especialistas em cibersegurança disparou nos últimos cinco anos, à medida que os empregadores começaram a reconhecer a importância de sistemas robustos para proteger o acesso aos dados, sendo que a incapacidade de o fazer conduz a enormes custos em termos financeiros e de reputação. Par

Ler mais

Carreira no Marketing: agência ou interno?

Os profissionais de marketing são frequentemente confrontados com dois percursos profissionais: trabalhar numa agência de marketing ou numa equipa de marketing interna. Ambos os ambientes oferecem oportunidades únicas de desenvolvimento e crescimento profissional e, embora alguns profissionais de ma

Ler mais

Sou Robert Walters, você é?

Usando uma combinação dos dados da nossa equipa de Inteligência de Mercado, informações disponíveis publicamente e o conhecimento dos nossos especialistas em recrutamento, criamos relatórios de salary benchmarking sob medida para atrair os melhores talentos.