pt

Sobre a Robert Walters Portugal

Para nós, o recrutamento é mais do que apenas um trabalho. Entendemos que por trás de cada oportunidade está a chance de fazer a diferença na vida das pessoas.

Saiba mais

Trabalhe connosco

As pessoas são o coração do nosso negócio. Ouça histórias da nossa equipa para saber mais acerca de uma carreira na Robert Walters Portugal.

Saiba mais

Contacte-nos

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos em Portugal há cerca de 7 anos sempre prontos para oferecer-lhe as melhores soluções de recrutamento.

Fale connosco
Ofertas de emprego

Os nossos especialistas do setor ouvirão as suas aspirações e partilharão a sua história com as organizações de maior prestígio em Portugal. Juntos, vamos escrever o próximo capítulo da sua carreira.

Ver todas as ofertas de emprego
Candidatos

Juntos, mapearemos caminhos que definem a sua carreira e mudam a sua vida para alcançar as suas ambições profissionais. Navegue pela nossa gama de serviços, conselhos e recursos.

Saiba mais
Serviços

Os principais empregadores de Portugal confiam em nós para fornecer soluções de contratação rápidas e eficientes, adaptadas às suas necessidades exatas. Navegue pela nossa gama de serviços e recursos personalizados.

Saiba mais
Sobre a Robert Walters Portugal

Para nós, o recrutamento é mais do que apenas um trabalho. Entendemos que por trás de cada oportunidade está a chance de fazer a diferença na vida das pessoas.

Saiba mais

Trabalhe connosco

As pessoas são o coração do nosso negócio. Ouça histórias da nossa equipa para saber mais acerca de uma carreira na Robert Walters Portugal.

Saiba mais
Contacte-nos

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos em Portugal há cerca de 7 anos sempre prontos para oferecer-lhe as melhores soluções de recrutamento.

Fale connosco

Porque trabalhar mais horas não significa ser mais produtivo?

O aumento do teletrabalho nos últimos anos aumentaram a jornada de trabalho de muitos portugueses. A crônica falta de equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, somada à dificuldade de se desconectar do trabalho em casa com o laptop, faz com que 54% dos portugueses trabalhem mais horas. No entanto, trabalhar mais não significa ser mais produtivo.

Desde a pandemia do coronavírus, a jornada de trabalho dos Portugueses aumentou 54%. 42% mantiveram o mesmo cronograma e 4% o reduziram. 58% dos trabalhadores que já viram as suas horas alargadas atribuem a culpa ao teletrabalho derivado da reclusão, o que implica que as empresas não estão a aplicar mecanismos de desconexão laboral.

Ou seja, o teletrabalho não foi implantado corretamente, pois não deveria demandar mais horas para se obter o mesmo volume de faturamento. Na verdade, há muito se sabe que os teletrabalhadores são mais produtivos do que seus colegas de escritório - na China, nos Estados Unidos e em Portugal, entre outros países.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística anteriores à pandemia, o teletrabalho aumenta a produtividade entre 5 e 25%, mas também menciona que isso implica mais 11% de horas trabalhadas. Então, sim, a pandemia prolongou muitas horas de trabalho, mas não por causa da pandemia em si, mas por causa da continuação com ferramentas de teletrabalho ineficazes, bem como ambientes domésticos não preparados para a atividade de trabalho.

Muitos trabalhadores não querem voltar para o escritório

De acordo com um relatório da Robert Walters intitulado ‘The Future of Work after COVID-19’, 47% dos trabalhadores portugueses são mais produtivos no teletrabalho e 76% estão satisfeitos com a transição para empregos remotos decorrente da pandemia. Na verdade, apenas 7% desejam voltar ao escritório em tempo integral e 17% afirmam que seu desempenho caiu. A diferença, 36%, não percebeu mudanças na produtividade.

Não é difícil entender por que muitos trabalhadores preferem o teletrabalho. O tempo de deslocamento para o escritório agora é lucrativo. No entanto, esses dados têm um viés importante, como pode ser visto ao comparar esta seção com a anterior, ou seja, nem todos os setores foram afetados da mesma forma. É aí que reside parte do problema de análise. Por que há, ao mesmo tempo, aumento de produtividade para uns e diminuição para outros?

Enquanto em algumas empresas os trabalhadores ficam sobrecarregados de trabalho e não conseguem desligar seus telefones celulares no final do dia de trabalho, outras viram aumentos notáveis ​​na produtividade e redução do horário de trabalho. As pesquisas mencionadas acima têm um corte setorial, e há algumas que foram mais bem adaptadas.

Na verdade, parece que a forma como as empresas implementam o teletrabalho é mais importante do que o teletrabalho em si, e as horas extras estão intimamente relacionadas com a redução da produtividade. Este fenômeno também se aplica à presença: mais tempo no escritório significa menos produtividade.

Por quantas horas seguidas somos produtivos?

Agora é possível analisar porque para alguns trabalhadores (4%) o teletrabalho significou redução da jornada de trabalho, enquanto para outros (54%) a jornada de trabalho aumentou. E por que apenas 7% dos trabalhadores querem voltar ao escritório, apesar de trabalharem mais horas. Em muitos casos, essas horas geraram uma renda adicional, especialmente para freelancers.

François-Pierre Puech, country director da Robert Walters Portugal comenta:


‘’As empresas que conseguiram gerir bem o teletrabalho viram aumentar a produtividade dos empregados e externos, e deram-se ao "luxo" de reduzir parte da jornada de trabalho. Enquanto aqueles que não conseguiram gerenciar esta modalidade de forma consistente viram o efeito oposto: mais horas, sobrecarga de trabalho, menor produtividade e trabalhadores insatisfeitos.’’

O COVID-19 acelerou a digitalização e o teletrabalho em Portugal. No entanto, é imprescindível fazer uma revisão sobre a forma como o teletrabalho está sendo implementado, uma vez que tem fomentado um presenteísmo digital que, longe de ajudar, prejudica todos os envolvidos. Leva tempo do trabalhador e produtividade da empresa.

Partilhar artigo

Links relevantes

Registe-se para criar alertas de emprego
Pesquisa Salarial
Conselhos de carreira
Fale connosco

Saiba mais ao entrar em contacto com um dos nossos consultores especializados em recrutamento

Conteúdo relacionado

Ver todos

Como o mercado de trabalho está a mudar devido à inflação de emprego?

+53% de vagas de emprego de alto nível no último ano 52% da Geração Z esperam uma promoção anual 5/10 da Geração Z aceitaria uma posição de maior responsabilidade para a qual não estão totalmente qualificados A inflação do emprego é a tendência que muitas empresas seguem, oferecendo aos seus colabor

Ler mais

Melhore a sua carreira: Destaque-se na próxima avaliação de desempenho

Em um mundo competitivo para evoluir profissionalmente, a sua avaliação anual de desempenho é mais do que apenas uma verificação. É uma oportunidade para ostentar as suas vitórias, delinear o seu futuro e ser reconhecido pelas suas conquistas. Com o mês anual de avaliação à porta, é hora de se prepa

Ler mais

Dois terços das mães que trabalham alegam falta de reconhecimento e oportunidades

Uma pesquisa realizada com 2.000 profissionais pela empresa de recrutamento Robert Walters descobriu que 56% das mães trabalhadoras ainda não receberam uma promoção de seu empregador atual, apesar de sentirem que a ganharam – uma diferença de 14% em comparação com os pais que trabalham. Mais de um q

Ler mais

Sou Robert Walters, você é?

Junte-se à nossa equipa global de pensadores criativos, solucionadores de problemas e trabalhadores inovadores. Oferecemos progressão acelerada na carreira, uma cultura dinâmica e treino especializado.