Redes sociais e o processo de recrutamento

mulher com portátil e headphones em café

À medida que as redes sociais têm vindo a desempenhar um papel cada vez mais importante no dia-a-dia das sociedades modernas, também os profissionais começam a notar como estes meios os podem ajudar a conseguir potenciar o seu perfil e a encontrar uma nova oportunidade.

Mais de metade dos empregadores estão propensos a procurar potenciais funcionários nas redes sociais antes de procederem à sua contratação, sendo este um dos aspetos que pode afetar a decisão de entrevistar um candidato ou fazer-lhe uma oferta.

Assim, como aproveitar as redes sociais para potenciar a sua carreira, evitando possíveis erros num perfil online?

LinkedIn

O LinkedIn é uma das principais plataformas profissionais da atualidade. É uma rede dedicada ao networking, fomentando o contacto entre pessoas de distintas áreas e funções. Muitos empregadores analisam o LinkedIn dos candidatos para conseguirem uma primeira impressão antes de passarem a uma entrevistar.  

  • Certifique-se de que seu perfil de LinkedIn está completo e atualizado, incluindo a sua formação e histórico de trabalho.
  • Use o seu perfil para destacar as principais responsabilidades e conquistas na sua carreira, melhorando o seu posicionamento pessoal face a empregadores do seu setor.
  • Participe e faça contributos construtivos nos principais grupos da sua área.
  • Consiga recomendações e feedback de colegas ou antigos chefes. Isto pode ajudar a tornar o seu perfil mais atrativo para novos empregadores, deixando bem claros os seus pontos fortes e capacidades.

"Sabemos que a maioria dos responsáveis de contratação verifica os perfis dos potenciais candidatos nas redes sociais profissionais. Faz parte do processo de recrutamento usar o LinkedIn, além disso, ter um perfil nesta rede pode demonstrar proatividade e, consequentemente, isso irá trazer-lhe uma vantagem competitiva face a outros candidatos que não a utilizem.” Afirma François-Pierre Puech, Senior Manager na Robert Walters Portugal.  

Facebook

Muitos empregadores consideram que o Facebook deve ser usado apenas a nível pessoal e não profissional, embora possa haver muitos que pesquisem o seu perfil. Assim, garantir que sua página do Facebook não está acessível a qualquer pessoa fora do seu círculo social é uma precaução sensata. Estes são alguns aspetos importantes para se certificar de que o seu perfil é privado:

  • Saiba o que os outros podem ver na sua página.
  • Mantenha-se atualizado quanto às configurações de privacidade do Facebook.
  • Certifique-se de manter as suas fotografias, publicações e tags privadas.
  • Remova o seu perfil de Facebook das pesquisas do Google.
  • Se optar por ter um perfil público, certifique-se de que não publica nada que não gostasse que o seu empregador soubesse.

Existem vários casos de pessoas que perderam os seus empregos com base em comentários ou publicações feitas no Facebook, por isso, mesmo depois de conseguir o emprego, seja cauteloso na forma como usa esta plataforma. Este não é o meio para tecer considerações negativas sobre o seu local de trabalho. Se algo o estiver a incomodar, fale diretamente com o seu superior para tentar resolver a situação. 

Twitter

A menos que trabalhe em marketing digital ou em comunicação, o Twitter também é considerado mais apropriado apenas para uso pessoal.

"Para os profissionais de marketing digital e de comunicação, uma presença ativa no Twitter pode ser uma vantagem perante outros candidatos. Estar envolvido em debates online relacionadas com a sua área demonstra que percebe de social media e que tem competências que se podem aplicar a um cargo relacionado com a gestão destas plataformas”, afirma François. 

Se trabalha num setor onde ter uma “voz” no Twitter pode ser importante, saiba que se pode ocultar quem o segue através de listas privadas. Isto permitirá que os potenciais empregadores vejam aquilo que escreve mas não tenham mais detalhes sobre quem está conectado consigo.

Por outro lado, quem tem uma presença totalmente pessoal no Twitter deve continuar a proteger a sua conta. É possível ocultar informações pessoais, tweets e publicações onde o tenham marcado. Desta forma, só os seus seguidores terão acesso à sua atividade nesta rede.

Mesmo com um perfil privado, serão visíveis todos os detalhes na área da sua biografia. Por isso, mantenha a sua descrição breve e apropriada e remova qualquer informação que não gostasse que o seu futuro empregador tivesse conhecimento. 

A presença nas redes sociais pode definir se é ou não o candidato ideal para a vaga a que se candidata, mesmo antes de realizar uma entrevista.

Veja neste artigo como melhorar o seu perfil no LinkedIn. 

Precisa de mais informação ou conselhos de carreira? Fale connosco.

banner homem com tablet - alertas emprego

Receba os nossos alertas de emprego 

Read more »

Conselhos de
carreira 

banner mulheres sentadas - conselhos carreira
Read more »

Como ser bem sucedido numa entrevista via Skype 

banner seta lâmpadas - artigo entrevista via skype
Read more »

Contacte-nos 

banner bolas alaranjadas - contacto
Read more »

Compare o
seu salário 

banner salary survey
Read more »