Workaholic, sonhador, recluso – com que tipo de trabalhador remoto se identifica?

homem loiro com smart phone

Um novo estudo da Robert Walters a nível global descobriu a prevalência de 3 tipos de personalidade que emergiram devido ao longo período de teletrabalho resultante do COVID-19

“É bastante comum haver diferentes tipos de personalidade num local de trabalho. Gerir estes três tipos –workaholic, sonhador, recluso– num contexto de escritório em circunstâncias normais é bastante simples. O desafio que temos agora é a gestão à distância, tentando perceber que fatores do trabalho remoto podem expor os nossos colaboradores a experiências negativas, desde burn out, desânimo, ou isolamento”, comenta François-Pierre Puech, Senior Manager da Robert Walters Portugal.

A Robert Walters, consultora líder em recrutamento e seleção especializada para postos intermédios e diretivos a nível global, tem um novo guia digital sobre como sobreviver ao teletrabalho, com estratégias para ajudar os diferentes tipos de personalidade a serem bem sucedidos neste novo contexto enquanto as medidas de distanciamento social se mantêm ativas.  

1. O workaholic

Trabalha de forma compulsiva ou além das horas necessárias todos os dias, perdendo tempo essencial para dormir, estar com a família ou para a sua vida pessoal. O workaholic é um viciado no trabalho, e, no momento atual, trata-se de alguém que gosta do seu trabalho e o vê como estrutura ou diferenciação para o seu dia, ou que ficou assim por se sentir obrigado a provar ao seu manager que não há diferença de produtividade desde que começou a trabalhar de casa. 

A maior ameaça para um workaholic é o burnout: não realizam pausas suficientes, nem para snacks, nem para o almoço, não têm tempo para momentos pessoais, e trabalham tanto que acabam por quase não interagir socialmente com ninguém. Tudo junto pode facilmente resultar num esgotamento. 

Enquanto passamos por este período de pandemia, e aqueles que estão em teletrabalho quase não têm outra opção que não seja trabalhar na sala ou cozinha, é essencial criar uma linha que separe o mais claramente possível o trabalho e a vida pessoal em casa. Assim, recomendamos que crie um ambiente específico para ser o seu escritório em casa; estabeleça uma rotina com um horário claro para não trabalhar demasiado, com uma hora final para terminar; organize as suas prioridades para não perder o foco; faça pausas frequentes; mantenha-se em contacto diariamente com colegas de trabalho; e procure terminar cada dia com uma atividade pessoal de que goste – por exemplo, uma sessão de mindfulness, uma aula de HIIT, uma série da Netflix, entre outros.

2. O sonhador

O sonhador é alguém que se distrai facilmente do trabalho pela atividade em sua casa, passando de momentos de concentração a distração várias vezes ao dia. As deambulações naturais da sua mente podem significar muitas vezes que os projetos ou o trabalho que realizam e entregam não correspondem ao que o seu manager esperava. Assim, a satisfação relativamente ao teletrabalho de um sonhador pode ser baixa, podendo sentir-se bastante desanimado.

Embora trabalhar em casa possa ser uma excelente oportunidade para eliminar as distrações típicas que enfrentamos no escritório, para algumas pessoas, a falta de estrutura repentina acaba por inibir a sua produtividade e motivação.

Se se encontrar demasiadas vezes distraído a trabalhar em casa, siga estas dicas para melhorar a sua produtividade, concentração e motivação enquanto estiver em teletrabalho: Aproveite o tempo que perdia em deslocações para o escritório com uma nova atividade para ter uma motivação para sair da cama a horas. Da mesma forma, vista-se, pois estar de pijama todo o dia não vai contribuir para um ambiente de normalidade. Mantenha as suas antigas rotinas e hábitos do escritório o máximo possível. Se sentir desconforto com o silêncio de sua casa, ponha música de fundo. Finalmente, estabeleça objetivos claros para cada dia e tarefas que tem mesmo de realizar, e respeite os seus colegas de trabalho – não os deixe à espera de uma resposta demasiado tempo, nem entregue a sua parte do projeto com atraso.  

O desafio que temos agora é a gestão à distância, tentando perceber que fatores do trabalho remoto podem expor os nossos colaboradores a experiências negativas, desde burn out, desânimo, ou isolamento

3. O recluso

Vítima do conforto excessivo do ambiente de trabalho em casa, o recluso consegue utilizar a mesma roupa cómoda todos os dias, prefere evitar contacto com colegas, e é perito em esconder-se atrás de emails como principal forma de comunicação. O principal risco desta personalidade em teletrabalho? Isolamento profundo. 

Ainda que o trabalho possa estar a ser feito e os objetivos cumpridos, tanto os managers como os próprios profissionais devem estar cientes de que longos períodos de trabalho remoto podem ter um impacto negativo na saúde mental e bem estar. Assim, não subestime o poder da conversa de circunstância, mesmo que em videochamada, e mantenha-se em contacto diário com os seus colegas de trabalho como se estivessem no escritório. Utilize esta oportunidade para organizar novas formações e reuniões de equipa, aproveitando o tempo em casa para melhorar as suas habilidades.

Para a personalidade do recluso, mais em risco de se isolar demasiado, recomendamos que evite estar demasiadas horas sozinhos a trabalhar, dando preferência a chamadas telefónicas ou videoconferência para qualquer assunto que precise de mais do que duas ou três linhas de texto de explicação num email ou mensagem instantânea. Foque-se em comunicação de qualidade, e participe ativamente nas reuniões, tanto as de trabalho como as sociais. Tudo isto irá ajudar a melhorar a sua concentração e o sentimento de conexão aos seus colegas. Nestes tempos estranhos, é impossível não sentir um pouco de solidão, pelo que aconselhamos a que não se deixe ir abaixo e faça por se manter em contacto. Finalmente, ajude os outros. Seja proactivo em criar oportunidades para outros colegas conversarem, consigo ou entre si. 

Horário de trabalho sugerido para um Workaholic em trabalho remoto:

7.00     Acorde

7.15     Faça uma sessão de pilates ou yoga

7.45     Tome banho e vista-se

8.15     Tome o pequeno-almoço enquanto vê os emails

8.45     Organize as suas tarefas para o dia por ordem de prioridade 

9.00     Comece a trabalhar

11.00   Faça uma pausa para café ou para comer qualquer coisa, e converse com um colega da sua equipa durante este intervalo

11.45   Regresse ao trabalho

13.00   Pausa para almoço – levante-se e afaste-se da zona de trabalho. Considere dar uma volta na rua para apanhar ar; ou cozinhe um almoço completo, faça uma power nap ou leia um livro. Assegure tirar pelo menos 30-60 minutos para o seu corpo e cérebro poderem descansar e recarregar baterias

14.00   Regresse ao trabalho

15.30   Pausa para água ou chá; converse com um colega ou realize alguma tarefa doméstica que não demore muito tempo (por exemplo, arrumar roupa ou fazer a cama) 

15.45   Regresse ao trabalho

16.30   Comece a preparar as últimas tarefas do dia. Evite começar uma nova tarefa se for algo mais complicado ou que implique várias horas para terminar

17:30   Marque os emails importantes que precise de tratar de manhã 

18:00   Termine o trabalho – arrume o portátil ou feche a porta do escritório. Vá dar um passeio, veja uma série ou jogue um jogo para relaxar. 


Horário de trabalho sugerido para um Sonhador em trabalho remoto:

7.00        Acorde

7.15        Tome o pequeno almoço, veja os emails ou as notícias

7.45        Faça exercício físico

8.15        Tome banho e vista-se

8.45        Comece a trabalhar — estabeleça os objetivos para o dia e organize-os por urgência ou importância. Sublinhe as tarefas ou deadlines que não pode mesmo falhar 

10.30      Faça uma pausa para café ou para comer qualquer coisa, e converse com um colega da sua equipa durante este intervalo

10.45      Regresse ao trabalho

12.15      Volte a organizar-se: analise os seus objetivos para o dia e avalie o seu progresso. Se estiver atrasado, ajuste os objetivos para a tarde para poder voltar a ser produtivo

12.30      Pausa para almoço – levante-se e afaste-se da zona de trabalho. Considere dar uma volta na rua para apanhar ar; ou cozinhe um almoço completo, faça uma power nap ou leia um livro. Assegure tirar pelo menos 30-60 minutos para o seu corpo e cérebro poderem descansar e recarregar baterias

13.30      Regresse ao trabalho

15.30      Faça uma pausa — beba água ou faça um chá e estique as pernas. Se esteve sentado com um portátil até agora, tente não olhar para ecrãs, incluindo o do seu telemóvel

15.45      Regresse ao trabalho — último esforço! Volte a analisar os seus objetivos para o dia e avalie o seu progresso. Foque-se em terminar as tarefas mais urgentes antes do final do dia 

17.15      Comece a preparar as últimas tarefas do dia. Termine as tarefas urgentes, e veja como pode alterar as suas prioridades de quaisquer tarefas que não tenha terminado para o dia seguinte

18.00     Desligue o computador e os emails. Ao dar um final definitivo ao seu dia de trabalho, pode ajudar a melhorar o foco e evitar trabalhar até tarde durante a noite para terminar tarefas que deveria ter realizado durante o horário de trabalho. 

Mais informação

Para mais informação, solicite o nosso Survival Guide to Working from Home, visite a nossa página sobre Smart Working ou assista aos nossos webinars. Descubra todos os nossos e-guides aqui.

Precisa de mais conselhos de carreira? Entre em contacto connosco.

abstract-green-buidling2

A Revolução do Smart Working 

»

Webinars
Robert Walters 

470070440
»

Descubra os
nossos e-guides 

»

O nosso propósito 

»

Fale connosco 

»