Como criar a descrição de trabalho perfeita?

homem e mulher numa entrevista de emprego

Procura o melhor talento para a sua empresa? Comece o processo de recrutamento com o pé direito seguindo estes 8 passos para criar a descrição ideal da sua oferta de emprego.

Uma descrição eficaz é o primeiro passo para encontrar o talento certo para a sua empresa, ao ajudar a “vender” a posição a potenciais candidatos, e permitir tomar decisões informadas e estratégicas no momento da contratação. Mas, como elaborar uma excelente descrição de uma oferta de emprego? Dois especialistas da Robert Walters ajudam. 

1 - Título da oferta

“A primeira coisa que os candidatos vão ler é o título da oferta de emprego, sendo por isso essencial que este seja facilmente identificável em termos das funções que lhe correspondem”, comenta François-Pierre Puech, Senior Manager na Robert Walters. François sublinha que “os títulos das ofertas não devem utilizar linguagem ou acrónimos específicos à estrutura interna da empresa, pois tal pode afastar candidatos que não estejam familiarizados com esses termos. Os títulos devem, sim, ser o mais específico e concisos possível, para garantir que atraem a audiência correta e evitam confusão relativamente ao que a função realmente implica.”

2 - Descrição da empresa

“Se procura atrair o melhor talento, precisa de vender a sua empresa da melhor maneira, oferecendo aos candidatos uma imagem clara do seu negócio, a sua missão e objetivos, bem como as características que a tornam única”, explica Paulo Ayres, Manager na Robert Walters, acrescentando que a descrição de uma oferta de emprego deve começar por apresentar de forma clara aquilo que a empresa pode oferecer aos candidatos, e como a sua cultura corporativa lhes permite crescer e desenvolver as suas carreiras. 

“Para os candidatos, trabalhar para uma empresa com valores que se alinhem com os seus está a tornar-se cada vez mais importante, pelo que abrir o anúncio da sua oferta de emprego com uma descrição diferenciada da empresa, que inclua os valores da organização, pode ajudar a chamar a atenção e incentivar os candidatos a continuarem a ler”, conclui Paulo Ayres. 

3 - Resumo da oferta

Após a descrição da empresa, deve oferecer-se um breve resumo da função. François-Pierre Puech aconselha a que se utilize “uma linguagem simples e clara, evitando mais uma vez vocabulário específico da empresa que mais ninguém vai conhecer, que é, aliás, um erro comum. Esta descrição é essencial, pois é aqui que o candidato decide se continua a ler ou não – a oferta tem de parecer entusiasmante. O problema é que muitas vezes os responsáveis de seleção não têm as habilidades necessárias para escrever um resumo apelativo, pelo que se deve considerar pedir ajuda ao departamento de marketing ou a um copywriter para produzir esse conteúdo da melhor maneira, incentivando mais candidatos não só a continuar a leitura da oferta, como também a candidatarem-se.”

Se procura atrair o melhor talento, precisa de vender a sua empresa da melhor maneira, oferecendo aos candidatos uma imagem clara do seu negócio, a sua missão e objetivos, bem como as características que a tornam única

4 - Requisitos da função

Para além de resumir as funções e objetivos da vaga em aberto, as descrições das ofertas devem incluir uma lista de formação e experiência necessária para o posto. “Qualquer conhecimento específico que seja imprescindível para fazer as tarefas do dia a dia, seja uma linguagem de programação ou conhecimentos de um software específico, devem estar incluídas nesta lista para garantir que os candidatos sabem com o que devem contar logo à partida”, comenta Paulo Ayres. 

“Dependendo da lista de responsabilidades que incluiu, e também para evitar que os candidatos tenham uma lista enorme de bullet points (queremos evitar que a leitura da oferta seja saturante e aborrecida), apresente os requisitos da forma mais clara e sucinta possível, de forma a que se consiga ler facilmente num ecrã de computador ou no telemóvel”, aponta Paulo Ayres.

5 - “Nice to have

Para além dos requisitos e conhecimentos mínimos necessários para a posição, pode incluir algumas características desejadas que gostaria que o candidato ideal possuísse. François-Pierre Puech adverte, porém, que “não se deve incluir mais do que 5 ‘nice to haves’ numa descrição de emprego, pois isto poderá desincentivar a pessoa a candidatar-se. Embora sejam apenas qualidades desejáveis e não obrigatórias, os candidatos podem sentir-se subqualificados para a oferta e não se candidatam, ainda que possam ser o encaixe perfeito para a posição. Conclusão: perderia estes candidatos por exagerar na descrição.”

6 - Informação de salário

“A decisão de incluir o salário na descrição de uma oferta de emprego depende totalmente da posição anunciada, e é algo que deve ser pensado cuidadosamente antes de a publicar”, sugere Paulo Ayres. Algumas empresas consideram que disponibilizar informação sobre o salário é uma forma de ajudar os candidatos a perceberem o nível da oferta, mas outras preferem evitar colocar visível este tipo de informação sensível. 

“Incluir informação sobre o salário pode fazer com que os candidatos se desinteressem da oferta, ao ser demasiado baixo ou demasiado alto, pelo que idealmente não se disponibiliza essa informação, ou inclui-se uma banda salarial mais alargada de forma a atrair um conjunto de candidatos mais abrangente”, refere Paulo Ayres.

7 - Layout

“Para atrair o melhor talento, a descrição de uma oferta de emprego tem de estimular a imaginação do leitor em segundos, enquanto descreve todos os detalhes necessários de forma sucinta e visualmente atrativa”, comenta François-Pierre Puech. Por outro lado, relembra: “descrições de emprego demasiado longas com grandes parágrafos ou listas infinitas de bullet-points resultam na perda do interesse dos candidatos, pelo que deve ter uma enorme capacidade de síntese, não deixando de lado os aspetos essenciais. Vá alternando entre parágrafos curtos e bullet points nos vários momentos da descrição da oferta, para oferecer variedade e menos texto em bloco. Queremos que o candidato leia até ao fim, e que envie o seu CV.”

8 - Por último, a implicação do responsável da oferta

Para escrever uma descrição de emprego eficaz, é essencial que haja uma pessoa responsável pela descrição da oferta e pelo processo de recrutamento. Ainda que o departamento de recursos humanos tenha um papel importante na redação e criação da oferta, tem de ser a pessoa a quem o candidato irá reportar que deve implicar-se mais nessa tarefa. 

“O responsável direto do profissional a contratar é o mais indicado para garantir que a descrição da oferta é suficientemente clara relativamente às funções do posto, e que inclui o essencial das competências e outros requisitos”, termina François-Pierre Puech. 

Precisa de conselhos de contratação, ou tem uma oferta de emprego? Entre em contacto connosco.

banner mulheres sentadas - conselhos contratação

Conselhos de
contratação

Read more »

Quer saber mais?
Fale connosco 

banner seta azul neon - contacto
Read more »

Envie-nos a sua oferta de emprego 

banner prisma lilás - enviar oferta de emprego
Read more »

Salary Survey - reserve uma cópia gratuita 

banner túnel iluminado às cores - salary survey
Read more »

Newsroom 

banner setas coloridas iluminadas - newsroom
Read more »