O que significa a quarta revolução industrial para a aquisição de talento?

mulher morena no computador

Prever o impacto da inovação no mercado de trabalho é uma arte mais do que uma ciência 

A Covid-19 transformou a forma como o mundo tem vivido, trabalhado e socializado em 2020, mas o seu impacto a longo-prazo nas nossas vidas será a confirmação da quarta revolução industrial, que descreve a indefinição das fronteiras entre os mundos físico, digital e biológico. A entrada nesta revolução já está a ter um efeito profundo na forma como trabalhamos e, por sua vez, como fornecemos recursos para nossas organizações. Num futuro próximo, teremos de nos adaptar ao facto de a única garantia ser a mudança constante, seja pelas habilidades e competências poderem ficar desatualizadas logo após serem aprendidas, ou pela força de trabalho ser cada vez mais uma combinação entre humanos e robôs.

O Departamento Global de Inovação do Grupo Robert Walters acaba de lançar um novo guia digital sobre como contratar com base em potencial na 4ª revolução industrial, que aborda os desafios, soluções e métodos para o sucesso dos recursos humanos na indústria 4.0.

Desafios da revolução 4.0

O papel da função de RH é cada vez mais explorar uma abordagem diferenciada, de como os empregos se transformarão subtilmente com o tempo, à medida que mais tarefas ficam automatizadas e novas habilidades se tornam necessárias para os novos requisitos de uma função. As novas tecnologias de Inteligência Artificial (IA), como a Faethm, com sede na Austrália, podem apoiar os profissionais de Recursos Humanos e os líderes de negócio não apenas na previsão de como a sua força de trabalho existente será afetada pela automação, mas também na identificação das habilidades transferíveis que os colaboradores atuais possuem e que podem torná-los altamente adequados para um dos novos tipos de empregos criados pela automação.

A revolução 4.0 faz-nos questionar - como podemos requalificar nossos os nossos colaboradores atuais? Como identificamos que colaboradores são adequados para que empregos do futuro? Como vencer a guerra de talento, em que todas as empresas tentarão contratar as mesmas pessoas? Como podemos ser mais criativos na maneira como avaliamos o valor e as habilidades que as pessoas acrescentam ao nosso negócio? Como encontrar profissionais que se sintam confortáveis a trabalhar ao lado de robôs? Como apostar em talento que seja produtivo agora, e que permanecerá produtivo num mundo em rápida mudança?

“Não existe uma solução mágica para resolver cada um destes dilemas, mas o que é importante entender em todos estes desafios é não apenas o que um colaborador pode fazer pela sua empresa agora, mas também o que este será capaz de fazer no futuro”, comenta François-Pierre Puech, Senior Manager da Robert Walters Portugal.

Solução: contratar com base em potencial

O ritmo de mudança no mundo de hoje significa que nenhum conjunto de habilidades profissionais é à prova de bala. A lógica por detrás do recrutamento de um profissional é muitas vezes contratar alguém que seja capaz de fazer o trabalho imediatamente, alguém que possa começar logo a mostrar resultados. Mas, “e se as funções do trabalho para o qual foram recrutados forem muito diferentes um ano ou mesmo seis meses depois? Nesse caso, a experiência específica dos profissionais já não é o seu ativo mais forte. Contratar por potencial significa assumir um compromisso a longo-prazo, procurando candidatos que possam crescer e desenvolver-se em funções mais complexas e desafiantes conforme o mercado de trabalho evolui”, comenta Pedro Prata, consultor das áreas de recursos humanos e finanças na Robert Walters. 

Contratar por potencial significa assumir um compromisso a longo-prazo, procurando candidatos que possam crescer e desenvolver-se em funções mais complexas e desafiantes conforme o mercado de trabalho evolui

“A experiência de um candidato é limitada para a determinação do valor que este poderia realmente acrescentar. Ao conhecer os seus candidatos durante o processo de recrutamento pensando no seu potencial, está a dar o primeiro passo para um investimento de longo-prazo no sucesso da sua empresa”, conclui. 

Método: avaliar o potencial

Entender o potencial de alguém é muito diferente de ler um currículo ou verificar as referências de um candidato; uma abordagem sistemática precisa de ser aplicada para que lhe forneça métricas que possam ser comparadas entre profissionais. Os métodos e tecnologias de avaliação têm sido frequentemente usados nas indústrias de recrutamento desde o uso de testes psicométricos para a triagem de recrutas durante a Primeira Guerra Mundial. Chegando a 2020, a avaliação dos candidatos no recrutamento é usada por mais de 80% das empresas Fortune 500 nos EUA e mais de 75% das 100 maiores empresas do Times no Reino Unido.

Por outro lado, a avaliação de habilidades técnicas cresceu muito nos últimos anos da 3ª Revolução Industrial (o uso generalizado de automação, computadores e eletrónica), com a adoção de avaliações de escolha múltipla e testes técnicos. No entanto, foi o surgimento de avaliações focadas no potencial futuro, e não apenas nas habilidades atuais, que tornou essencial ver a avaliação através de uma nova perspetiva à medida que entramos na última revolução industrial. Existem vários métodos para avaliar o potencial de um candidato, desde testes técnicos ou digitais, avaliação através de jogos, avaliação de soft skills e encaixe cultural, habilidades linguísticas, entre outros.


E-guide Contratar com base no potencial na 4ª Revolução Industrial
Neste guia realizado pelo departamento Global de Inovação do Grupo Robert Walters, exploramos o impacto da 4ª revolução industrial na aquisição de talento e como a sua organização se pode preparar para o futuro, contratando por potencial, em vez do conjunto de habilidades atuais do candidato. Analisamos também como uma "nova geração" emergente de tecnologia de avaliação pode ajudá-lo, como líder de negócios e de RH, a identificar, nutrir e reter o talento de que necessita para o futuro do trabalho. Solicite uma cópia gratuita aqui.

Para mais informação, visite a nossa página sobre Smart Working ou assista aos nossos webinars.

Precisa de conselhos de contratação, ou tem uma oferta de emprego? Entre em contacto connosco.

Conselhos de
contratação

»

 Smart Working 

»

Envie-nos a sua oferta de emprego 

»

E-guides Insight Series 

»

Webinars 

»