8 conselhos para ultrapassar positivamente uma demissão

mulher sentada com portátil

Enfrentar esta circunstância da vida profissional é o primeiro passo para se abrir a novas oportunidades 

Normalmente, a demissão está associada a uma experiência de ansiedade e incerteza. No entanto, é um acontecimento que pode abrir a porta a novas oportunidades, que dificilmente surgiriam se continuasse no seu emprego. Assim, deve afastar o pessimismo e fazer com que a situação se transforme na ocasião perfeita para começar de novo.

A Robert Walters deixa-lhe 8 conselhos para retirar uma aprendizagem construtiva de um despedimento:

1 - Trata-se de uma decisão profissional

Uma demissão é uma decisão comercial, pelo que não deve assumir automaticamente que houve alguma motivação pessoal ou escondida contra si. Fazer uma reestruturação organizativa é um dos métodos mais comuns para enfrentar períodos de redução de custos, embora tal implique muitas vezes despedimento por extinção do posto de trabalho para algumas funções. Compreender isto ajuda o colaborador a prosseguir com a sua vida profissional de forma mais rápida e objetiva.

2 - Pedir referências 

"Assim que estiver ao corrente da sua nova situação laboral, deve elaborar um plano de ação detalhado que o levará a dar os primeiros passos”, sugere Marco Laveda, Managing Director da Robert Walters Portugal. Um dos aspetos iniciais que deve assegurar é aquele que diz respeito às referências profissionais. Uma boa comunicação com o seu antigo responsável é imprescindível para consegui-las. Por outro lado, pode ser interessante compilar toda a informação relevante sobre o seu posto antes de deixar a organização.

3 - Tempo para refletir 

“É crucial não se deixar afogar na desilusão. Manter uma atitude construtiva vai-lhe permitir uma maior organização e maior sucesso na tomada de decisões ”, aconselha Laveda. “Este pode ser, aliás, o momento ideal para o profissional analisar e aprofundar as suas aspirações, motivações e necessidades de formação a curto, médio e longo prazo. A reação instintiva e usual é preocupar-se com a necessidade de encontrar trabalho ipso facto, mas há momentos em que é aconselhável usar o tempo e a compensação financeira da demissão para pensar no futuro”, conclui.

4 - Quando uma porta se fecha, outra se abre

"Há que enfrentar uma situação de desemprego como uma folha em branco, aberta a uma variedade de possibilidades diferentes”, refere Laveda. "Apesar do stress e ansiedade associados a esta situação, é essencial implementar os mecanismos adequados para começar a construir um cenário positivo". Este é o momento mais conveniente para considerar uma mudança profissional (de setor, posição, geografia ...) ou para considerar um novo desafio de formação.

5. Fazer networking

"Depois de sair de uma empresa, muitos profissionais tendem a isolar-se de ex-colegas e a ignorar a rede de contactos criada durante as suas experiências de trabalho ”, comenta Laveda. Atualmente, existem inúmeras ferramentas e canais para se manter atualizado, comunicar e participar em eventos de networking. "Essa rede de contactos costuma ser vital quando se trata de encontrar novas oportunidades profissionais", recomenda.

6. Ter o CV atualizado 

"Uma parte muito importante do seu plano de ação deve concentrar-se em investir o tempo necessário na atualização do currículo e do perfil nas redes profissionais ”, aconselha Laveda. "Destaque as habilidades e competências mais relevantes, as funções desenvolvidas com sucesso, bem como os maiores sucessos profissionais". Embora este ponto pareça óbvio, uma grande percentagem de profissionais não mantém o seu CV atualizado. Logo, durante um processo de seleção, o seu CV pode ser um elemento diferenciador e de valor acrescentado face a outros candidatos com a mesma experiência e conhecimento.

Há que enfrentar uma situação de desemprego como uma folha em branco, aberta a uma variedade de possibilidades diferentes

7. Falar com um consultor especializado

"Dado o desânimo causado pela súbita necessidade de ter de encontrar uma nova oportunidade de trabalho, é conveniente ser-se aconselhado por um consultor de recrutamento", sugere Laveda. A opinião e os conselhos de um especialista ajudarão a melhorar a sua empregabilidade e a guiar a sua carreira , além de oferecer uma visão valiosa do mercado em relação ao seu perfil específico (setores com maior atividade de contratação, vagas de emprego em aberto, competências mais requisitadas para o seu perfil, áreas geográficas com maior oferta, entre outros aspetos). 

"Além disso, o profissional pode receber informações e/ou ser considerado para processos de seleção geridos confidencialmente", acrescenta.

8. Manter a mente aberta

"Importa recordar que o emprego dos seus sonhos pode levar algum tempo a aparecer", refere Laveda. É possível que o caminho para a posição desejada envolva o desempenho de funções não consideradas inicialmente, mas que, sem dúvida, servirão para adquirir novos conhecimentos, habilidades e contactos. O essencial é que mantenha a mente aberta e avalie cuidadosamente os prós e contras das oportunidades de emprego que surgirem. "Oferecer a melhor versão de si mesmo numa entrevista de emprego parte da demonstração e reflexo de um sentimento positivo ”, conclui Laveda.

Se precisar de mais conselhos de carreira, entre em contacto connosco - teremos todo o gosto em ajudá-lo/a. 

Veja as nossas últimas ofertas de emprego.

Subscrever alertas
de emprego 

»

Reserve a sua cópia do Salary Survey 2020 

»

Veja as nossas ofertas de emprego 

»

Fale connosco 

»

Como fazer 
um bom CV 

»