7 maneiras de se destacar dos outros candidatos

mulher sorridente a fazer apresentação em café

É um excelente candidato para a oferta de emprego? Mas não é o único. Inspire-se nestas histórias de candidatos que foram além do necessário para impressionar uma empresa e conseguir uma proposta de emprego.

Em muitas indústrias e profissões, a competição por bons empregos continua a aumentar.

Claro, pode ter todos os requisitos e qualificações necessárias para a oferta, e até ter um interessante historial de emprego, ou mesmo uma personalidade cinco estrelas. Porém, o mais provável é que muitos candidatos também tenham tudo isso.

Assim, o que pode fazer para se destacar de todos os outros? Como pode mostrar que é capaz de ir mais além, que quer e merece o trabalho mais do que os seus rivais?

Deixamos-lhe aqui sete ideias-chave para consegui-lo, baseadas em histórias reais de candidatos:

1. Dê um toque pessoal

Dirigir-se ao seu potencial empregador após uma entrevista, especialmente se for de uma forma considerada, ajudará a que seja um candidato que deixa uma impressão duradoura. Uma forma simples de conseguir isto é passar uma nota escrita à mão a agradecer a entrevista. Se não puder ser à mão, um email pode servir o mesmo efeito.

É a cortesia à antiga que, quando bem feita, tem mais probabilidade de ganhar aprovação. Melhor ainda, isto dá uma nova oportunidade de o seu nome voltar às mãos do seu potencial empregador. Fazer referência a diferentes partes da conversa demonstra também que esteve totalmente presente e envolvido no processo.

Reflita: que pontos-chave pode sublinhar na sua nota pessoal que demonstram que esteve realmente interessado e envolvido na conversa com o seu entrevistador?

2. Faça a sua pesquisa

“Aconselho sempre os candidatos a terem uma boa resposta à pergunta ‘O que sabe sobre a nossa empresa?’”, refere Cristiano Aron, director da Robert Walters Portugal. “É aborrecido se o candidato se limita a debitar a informação presente na página ‘Sobre Nós’ do site da empresa. Leia antes o relatório anual – assim, fica com uma noção real do tipo de linguagem utilizada pela empresa, e começa a embrenhar-se no seu ADN.”

Além disso, o relatório anual, quando disponível, ajuda realmente os candidatos a perceberem o que verdadeiramente importa para uma companhia. Que tipo de frases surgem? Será “Fazemos tudo para agradar aos nossos clientes”?, “O nosso objetivo é levar à mudança”, ou “A nossa prioridade é oferecer valor acrescentado aos nossos acionistas”? Cristiano Aron continua: “Procure ficar com uma boa ideia das palavras-chave que caracterizam a abordagem da empresa, e depois poderá transmitir essas ideias na entrevista.”

Uma vez, uma candidata para uma oferta de emprego numa agência de viagens foi informada de que teria de fazer uma apresentação para promover um resort específico, e levou a ideia de forma literal. Decidiu apanhar um avião e foi fisicamente ao resort em questão, trazendo um frasco com areia como prova da viagem, e apresentou um microsite promocional repleto de imagens que ela própria tinha tirado durante a estadia.

Reflita: Embora não seja obrigatório ir tão longe como esta candidata, como pode demonstrar que tentou mesmo ir mais além na forma como pesquisou aquela oferta?

3. Comece já a fazer o trabalho

“Na entrevista mais impressionante que conduzi, nos primeiros 20 minutos já estava a pensar que preciso de contratar esta pessoa, que ela tem de trabalhar para mim”, comenta Cristiano Aron. O que tanto o impressionou foi uma candidata que não se limitara a fazer a pesquisa, mas que foi capaz de demonstrar exactamente como acrescentaria valor ao negócio.

Esta candidata estava completamente preparada, e trouxe um plano do que faria na empresa nos primeiros seis meses depois de entrar.  Apresentou uma série de ideias interessantes, incluindo o que precisaria da empresa para a apoiar nas suas ideias. Foi uma abordagem extremamente criativa – muitas dos seus planos nem sequer nos tinham passado pela cabeça. Ela falou como se já tivesse o trabalho, e arrasou completamente.”

“Quando estamos a contratar, sabemos que a fase inicial de qualquer recém-chegado é sempre de introduções e treinos, por isso é mesmo uma lufada de ar fresco encontrar um candidato que já pensou realmente no que é o trabalho e as suas funções. Para além de esperta e engenhosa, esta candidata demonstrou que queria mesmo o trabalho, com todo o tempo e esforço que dedicou à preparação desta entrevista.”

“Quase todas as recomendações que ela fez acabaram por ser acionadas, incluindo algumas que eu achei que nem seriam possíveis. Mas mesmo que ela não tivesse acertado em tudo, não interessava de qualquer maneira, porque conseguiu demonstrar que tem as competências e capacidades para apresentar novas ideias quando necessário.”

Reflita: o que pode fazer para demonstrar que já está a pensar e a agir como se fosse começar o trabalho amanhã? 

4. Aproveite as suas outras competências e experiência

Os candidatos podem muitas vezes destacar-se ao aproveitar outras competências que tenham na forma como se preparam para uma entrevista.

Por exemplo, houve um candidato com formação em logística que deixou boquiabertos os entrevistadores para uma oferta de emprego de serviços profissionais ao destacar algumas das formas como a empresa poderia simplificar o processo de entrega. Esta perspectiva única fez com que se destacasse dos outros candidatos entrevistados.

Outro candidato, com experiência em e-commerce, estava em entrevistas para um cargo completamente diferente, e descobriu uma falha no mercado para um tipo de marca de roupa, que acabou por ser uma enorme fonte de rendimentos. 

Reflita: que skills de outras experiências profissionais ou pessoais pode utilizar de forma eficaz na sua preparação para a entrevista e pesquisa sobre a empresa?

5. Revele a sua criatividade

As indústrias criativas e de comunicação têm inúmeros exemplos de candidatos que deram uso ao seu talento para ajudar a que a sua candidatura se destacasse das restantes.

Pessoas de vendas são conhecidas por apresentar os seus conhecimentos sob a forma de pitch comercial. E os criativos apresentam as suas capacidades de várias maneiras estranhas e inesperadas – desde pacotes de cereais com um design especial, a kits de lego, bonecos e muito mais.  

Destes, houve um candidato que pagou um anúncio num outdoor em frente à sede da empresa em que queria trabalhar para ser notado. Outro, criou um site para fazer uma campanha de marketing “contratar um novo chefe”. Listou os seus requisitos de posição, empresa e manager, apareceu nas notícias pelos seus esforços, e acabou por conseguir um trabalho de sonho.

Frequentemente, o que se aprende na escola não nos dá as ferramentas necessárias para os empregos do futuro, pelo que é preciso demonstrar provas da vontade e capacidade de aprender novas skills, e de se adaptar ou aceitar novos desafios e formas de trabalhar. 

“Revelar criatividade num processo de recrutamento demonstra energia e iniciativa, e, logo, que o candidato é capaz e tem vontade de ir mais além”, comenta Cristiano Aron. “O objetivo é criar uma impressão que vá ao encontro e ao mesmo tempo surpreenda as ideias dos entrevistadores, e que lhes dá algo para pensar bastante tempo depois da entrevista ter terminado.”

Um candidato em entrevistas para um posto de análise financeira numa marca de moda conhecida aproveitou para fazer uma pesquisa aprofundada sobre a concorrência, tipo de produtos e posição no mercado e indústria. Utilizou a sua pesquisa para apresentar uma análise SWOT e deixou cópias impressas para os entrevistadores levarem. Este esforço extra não passou despercebido: para além de ter assegurado o posto, a sua entrevista elevou os padrões para futuros candidatos. 

Reflita: claro que seguir um caminho criativo a este ponto não é apropriado ou desejável em todas as indústrias ou setores, mas há sempre maneiras de fazer uma apresentação imaginativa para se destacar, por exemplo no design do seu conjunto de slides, ou ao criar um site interessante para o seu CV digital. 

6. Demonstre garra e resiliência 

Em postos mais sénior, conhecimentos técnicos e experiência relevante na indústria contratante são ponto assente. No entanto, o que as empresas procuram hoje em dia são provas reais de soft skills, como garra e resiliência.

A capacidade de ultrapassar obstáculos e de aprender com as adversidades é uma competência vital no mercado de trabalho atual, pois demonstra que o candidato consegue lidar e adaptar-se num mundo em constante mudança e com rápidos avanços tecnológicos. As empresas e negócios apresentam perturbações, reestruturações e transformação permanentes, pelo que os empregadores procuram evidências da capacidade de um candidato sobreviver e sobressair num clima assim.

Reflita: que histórias pode contar para ilustrar a sua capacidade de lidar com a mudança e de se adaptar? 

7. Tenha uma mentalidade de crescimento

A agilidade de aprendizagem é uma capacidade que ajuda muito a que um candidato se destaque: trata-se de revelar vontade e entusiasmo de evoluir com os tempos, aprender novas competências e expandir os seus conhecimentos para novas áreas à medida que as necessidades do negócio e prioridades evoluem.

Frequentemente, o que se aprende na escola não nos dá as ferramentas necessárias para os empregos do futuro, por isso é preciso demonstrar provas da vontade e capacidade de aprender novas skills, e de se adaptar ou aceitar novos desafios e formas de trabalhar. 

As empresas investem muito dinheiro para contratar os profissionais mais talentosos, e fazem-no não apenas pela necessidade atual de um determinado cargo, mas também pelo futuro. 

Assim, conte histórias com exemplos reais que demonstrem a sua agilidade de aprendizagem e a sua abertura e preparação para ser mais flexível e ir mais além. Por exemplo:

“Sou um excelente engenheiro de IT, mas para realmente progredir sabia que precisava de melhorar o meu relacionamento com as pessoas e desenvolver as minhas capacidades de gestão e comunicação.  Para o conseguir, fiz…”

Pode utilizar a técnica STAR para contar uma história de forma mais estruturada.  

Reflita: que histórias pode contar que realmente demonstram que é um candidato que não tem medo de aprender, e que seria um ativo para a sua empresa não apenas hoje, mas daqui a 5 ou 10 anos?

Para mais conselhos de carreira, fale connosco

banner seta azul neon - alertas de emprego

Subscrever alertas
de emprego 

Read more »

Veja mais conselhos
de carreira 

banner telhado de vidro azul - conselhos de carreira
Read more »

Fale com um consultor
especializado 

banner luzes cidade - contacto
Read more »

Descubra se está
na altura de mudar de trabalho 

banner mulher com tablet - artigo mudar de trabalho
Read more »

Veja as nossas ofertas
de emprego 

banner bolas desfocadas coloridas - ofertas de emprego
Read more »

Últimas ofertas